sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Os sabores . . . dos Homens


HOMEM Camarão : só tem merda na cabeça, mas é gostoso e você come assim mesmo.
HOMEM Caranguejo: é feio e peludo, mas você bate nele, limpa direitinho e come.
HOMEM Pão: tem sempre o mesmo gosto, mas você come todo dia.
HOMEM Aperitivo: acompanhado de uma bebida você come e ainda acha bom.
HOMEM Maracujá: é todo enrugado, você come e depois sente vontade de dormir...
HOMEM Lagosta: só come quem tem dinheiro.
HOMEM Caviar: você sabe que alguém está comendo, mas não é ninguém que você conheça. HOMEM Bacalhau: você só come uma vez por ano.
HOMEM Maionese de Fim de Festa: todo mundo te avisa pra não comer, mas você come porque está desesperada; arrepende-se e depois passa mal.
HOMEM Rã: todo mundo já comeu, menos você.
HOMEM Salada: é bonito, mas quando você come descobre que não é tão gostoso assim. HOMEM Marmita: não é lá essa coisa, mas você come rapidinho.
HOMEM Cafezinho de Supermercado: você nem faz questão, mas como é de graça, você come.
HOMEM Jiló: é horrível, mas você conhece alguém que come.
HOMEM Docinho de Festa : você fica com vergonha de chegar junto, então vem outra, come e deixa você chupando dedo..
HOMEM Cogumelo Venenoso: comeu, ta fudido.
HOMEM Feijoada: você come e ele fica te enchendo o dia todinho.
HOMEM Coqueiro : pode trepar que não tem galho.
HOMEM Miojo: em um minuto ta pronto pra comer.
HOMEM Coca 2 litros: dá pra seis
HOMEM pé de chuchu: Você é obrigado a comer senão a vizinha vai lá e come.
HOMEM BIS: você come, repete e nem se lembra das calorias!!!!!

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Dar ou não dar

Algumas coisas mudam muito com o passar dos anos. Uma delas é a questão da sexualidade, de como lidamos com o nosso corpo e vida. Observei algumas meninas da Ufes ao longo do curso e percebi uma transformação semi-radical do pensamento em relação a esse assunto.
No Ensino Fundamental estudei no Colégio Cedaf, em Jacaraípe, e tinha uma menina um pouco mais velha que a gente e um pouco mais "vivida" também. Ela tinha namorado na época e mantinha relações sexuais com ele. por isso, a maioria das menians que estudavam comigo não conversavam com ela, já que ela não era mais virgem. o pior não era isso, era que ela tinha má fama na escola justamente por ter uma vida sexual ativa.
No Ensino Médio estudei no colégio Alternativo, em Barcelona, e as meninas já tinham um pouco mais de maturidade, mas não muita. Uma amiga minha, de 16 ou 17 anos na época perdeu a virgindade com o namorado. foi o assunto da sala, muitas queriam saber como foi, o que os pais iriam dizer, o que ela achou da "primeira vez", se ela pensava em contar pra mãe, se não tinha risco de ter ficado grávida, se gostou...etc Nesta sala onde eu estudava, duas de minhas colegas ficaram grávidas: uma abandonou os estudos e a outra segui adiante com o apoio da família e dos amigos. As meninas aceitavam melhor a ideia de que uma adolescente pudesse ter relações com o namorado, embora causasse curiosidade naquelas que eram virgens ainda. Não eram discrimidas, eram apenas "exploradas", a quem recorríamso quando queríamos saber alguma coisa mais "picante".
Agora na Ufes as coisas são completamente diferentes: não se aceitam as virgens. Uma garota pode até entrar na universidade sem ter mantido relaçoes com alguém, mas ela "obrigatoriamente" tem que sair de lá experiente no assunto. Nunca vi tanta babaquice juntas. por que uma universitária não pode esperar o seu momento especial? (Embora acredite que não há algo de especial nisso!). Conheci pessoas que diziam pra quem quisesse ouvir quem era ou não a virgenzinha da sala. E o pior: se a estudante tem mais de 19 anos eles não acreditam que ela possa ser virgem!
Agora me digam: exite idade limite para "dar" ou não pra alguém??? Agora mulher tem prazo de validade??? Isso porque eu ainda não falei da minha percepção sobre a raça masculina.
Dar ou não dar. eis a questão. Se antes, quem praticasse sexo antes dos 16 era considerada puta, com 17 era motivo de fofoca e curiosidade, com 20 é sinônimo de normalidade e quem não comete este ato normal depois dos 20 é a estranha/mentirosa da facul.
Acho que tá na hora de revermos nosso conceitos!!!( Se é que eles existem)

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

As mentiras que os humanos contam...

As meniras que todos nós contamos:
*dor de cabeça
(não quero sexo)
*cólica
(não quero sair)
*meu celular descarregou
(não queria te atender)
*minha mãe não me passou o recado
(não estava interessada em saber)
*estava na casa de uma amiga
(sai p/ um lugar onde vc ñ podia saber)
*estava dormindo e não te ouvi chamar
(sai escondida, ou estava em casa e ñ quis te atender)
*ñ vou na sua casa pq "acho" que sua mãe não gosta de mim
(ñ quero ir na sua casa pq lá e muito chato)
*vou sair mais tarde do trabalho
(vou sair sem vc)
*eu te avisei foi vc que ñ prestou atenção
(esqueci de te avisar ou ñ quis te avisar)
te liguei mais só dava fora de área
(eu esqueci ou não quis ligar)
*eu não mereço vc
(vc não me merece)
*eu adoro vc
(ainda não estou apaixonada)
*ela tem inveja de mim pq te adoro
(ela ta afim de vc e sabe que eu só estou enrolando)
*ele vive dando em cima de mim, mais eu já disse que só gosto de vc
(já fiquei com ele, e ele que ficar de novo e ñ para de me encher o saco)
*não estou chateada
(EU ESTOU MUITO CHATEADA)
*não foi nada
(aconteceu alguma coisa que eu não quero te contar
*vc e muito legal
(não to afim de ficar com vc)
*poxa seu trabalho e interessante
(seu trabalho e chato pra caramba)
*fui fazer um trabalho na colégio
sai com alguns amigos
*era meu pai no telefone
(era um cara no tel)
*vc não me da atenção
(to cansada de vc)
*vc precisa dar mais atenção p/ seus amigos
(vc esta me sufocando)
* "talvez"eu te ligue amanhã
(não vou ligar)

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Amor é arte, sexo é espetáculo

Amor é um livro
Sexo é esporte
Sexo é escolha
Amor é sorte

Amor é pensamento, teorema
Amor é novela
Sexo é cinema

Sexo é imaginação, fantasia
Amor é prosa
Sexo é poesia

O amor nos torna patéticos
Sexo é uma selva de epiléticos

Amor é cristão
Sexo é pagão
Amor é latifúndio
Sexo é invasão
Amor é divino
Sexo é animal
Amor é bossa nova
Sexo é carnaval

Amor é para sempre
Sexo também
Sexo é do bom...
Amor é do bem...

Amor sem sexo,
É amizade
Sexo sem amor,
É vontade

Amor é um
Sexo é dois
Sexo antes,
Amor depois

Sexo vem dos outros,
E vai embora
Amor vem de nós,
E demora

Amor é isso,
Sexo é aquilo
E coisa e tal...
E tal e coisa...

A PRÓXIMA GUERRA

De uma pessoa conhecida e séria, que passou recentemente em um concurso público federal e foi trabalhar em Roraima. Trata-se de um Brasil que a gente não conhece.

As duas semanas em Manaus foram interessantes para conhecer um Brasil um pouco diferente, mas chegando em Boa Vista (RR) não pude resistir a fazer um relato das coisas que tenho visto e escutado por aqui.

Conversei com algumas pessoas nesses três dias, desde engenheiros até pessoas com um mínimo de instrução.

Para começar o mais difícil de encontrar por aqui é roraimense, pra falar a verdade, acho que a proporção é de um roraimense para cada 10 pessoas é bem razoável, tem gaúcho, carioca, cearense, amazonense, piauiense, maranhense e por aí vai. Portanto falta uma identidade com a terra. Aqui não existem muitos meios de sobrevivência, ou a pessoa é funcionária pública, e aqui quase todo mundo é, pois em Boa Vista se concentram todos os órgãos federais e estaduais de Roraima, além da prefeitura é claro. Se não for funcionário público a pessoa trabalha no comércio local ou recebe ajuda de Programas do governo.

Não existe indústria de qualquer tipo. Pouco mais de 70% do Território roraimense é demarcado como reserva indígena, portanto restam apenas 30%, descontando-se os rios e as terras improdutivas que são muitas, para se cultivar a terra ou para a localização das próprias cidades. (Na única rodovia que existe em direção ao Brasil (liga Boa Vista a Manaus, cerca de 800 km) existe um trecho de aproximadamente 200 km reserva indígena Waimiri Atroari) por onde você só passa entre 6:00 da manhã e 6:00 da tarde, nas outras 12 horas a rodovia é fechada pelos índios (com autorização da FUNAI e dos americanos) para que os mesmos não sejam incomodados.

Detalhe: Você não passa se for brasileiro, o acesso é livre aos americanos, europeus e japoneses. Desses 70% de território indígena, diria que em 90% dele ninguém entra sem uma grande burocracia e autorização da FUNAI.

Detalhe: Americanos entram na hora que quiserem, se você não tem uma autorização da FUNAI mas tem dos americanos então você pode entrar. A maioria dos índios fala a língua nativa além do inglês ou francês, mas a maioria não sabe falar português. Dizem que é comum na entrada de algumas reservas encontrarem-se hasteadas bandeiras americanas ou inglesas.

É comum se encontrar por aqui americano tipo nerds com cara de quem não quer nada, que veio caçar borboleta e joaninha e catalogá-las, mas no final das contas pasme, se você quiser montar um empresa para exportar plantas e frutas típicas como cupuaçu, açaí camu-camu etc., medicinais, ou componentes naturais para fabricação de remédios, pode se preparar para pagar 'royalties' para empresas japonesas e americanas que já patentearam a maioria dos produtos típicos da Amazônia.

Por três vezes repeti a seguinte frase após ouvir tais relatos: É os americanos vão acabar tomando a Amazônia e em todas elas ouvi a mesma resposta em palavras diferentes. Vou reproduzir a resposta de uma senhora simples que vendia suco e água na rodovia próximo de Mucajaí:

'Irão não minha filha, tu não sabe, mas tudo aqui já é deles, eles comandam tudo, você não entra em lugar nenhum porque eles não deixam. Quando acabar essa guerra aí eles virão pra cá, e vão fazer o que fizeram no Iraque quando determinaram uma faixa para os curdos onde iraquiano não entra, aqui vai ser a mesma coisa'.

A dona é bem informada não? O pior é que segundo a ONU o conceito de nação é um conceito de soberania e as áreas demarcadas têm o nome de nação indígena. O que pode levar os americanos a alegarem que estarão libertando os povos indígenas. Fiquei sabendo que os americanos já estão construindo uma grande base militar na Colômbia, bem próximo da fronteira com o Brasil numa parceria com o governo colombiano com o pseudo objetivos de combater o narcotráfico. Por falar em narcotráfico, aqui é rota de distribuição, pois essa mãe chamada Brasil mantém suas fronteiras abertas e aqui tem Estrada para as Guianas e Venezuela.

Nenhuma bagagem de estrangeiro é fiscalizada, principalmente se for americano, europeu ou japonês, (isso pode causar um incidente diplomático)... Dizem que tem muito colombiano traficante virando venezuelano, pois na Venezuela é muito fácil comprar a cidadania venezuelana por cerca de 200 dólares.

Pergunto inocentemente às pessoas; porque os americanos querem tanto proteger os índios. A resposta é absolutamente a mesma, porque as terras indígenas além das riquezas animais e vegetais, da abundância de água são extremamente ricas em ouro (encontram-se pepitas que chegam a ser pesadas em quilos), diamante, outras pedras preciosas, minério e nas reservas norte de Roraima e Amazonas, ricas em PETRÓLEO.

Parece que as pessoas contam essas coisas como que num grito de Socorro a alguém que é do sul, como se eu pudesse dizer isso ao presidente ou a alguma autoridade do sul que vá fazer alguma coisa. É pessoal, saio daqui com a quase certeza de que em breve o Brasil irá diminuir de tamanho. Um grande abraço a todos. Será que podemos fazer alguma coisa???
Acho que sim.

Repasse esse e-mail para que um maior número de brasileiros fique sabendo desses absurdos.

Mara Silvia Alexandre Costa Depto de Biologia Cel. Mol. Bioag.
Patog. FMRP - USP

sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Apenas um pequeno desabafo


Pois é caros leitores, venho aqui com profunda tristeza dizer que estou sendo vítima de represálias.
Sabe, o jornalista de hoje pouco espaço tem nos jornais e encontra, no blog, um meio de dizer tudo que pensa. Embora eu nao seja uma ainda, é isso que eu faço, encontrei neste "pequeno" espaço na intenet um meio de dividir minhas angustias com você, caro leitor, que me acompanha quase que diariamente e entende um pouco das coisas que me aflingem e atormentam.
Entao, aqueles que estudam ou que já tem um pouco mais de idade devem se lembrar dos anos difíceis da Ditadura Militar em que nós todos estávamos sujeitos atermos cuidado até com o que pensar e muito mais ainda com o que escrever. Mas se vocês pensam que isso mudou, eu digo: Não! e sou vítima desta não mudança comportamental.
Os meus posts têm criado desavenças no meu meio social pois muitas pessoas pessoas tomam as dores e acreditam que escrevo sobre elas, mas em algum momento eu citei nomes? Claro, tem aqueles em que eu cito nomes de amigos ou parentes que partilharam comigo situações das mais diversas e engraçadas, mas que tudo se limitou a isso.
Sabe qual é a minha intenção em partilhas com você, caro leitor, um pouco das minhas observações antropológicas? É facilitar a vida de parentes e amigos que precisarão, daqui há alguns anos, buscarem informações sobre a minha pessoa para me homenagear no Arquivo Confidencial do Domingão do Faustão. E digo mais: eu não tenho direito de me libertar mentalmente? Calúnia, injúria e difamação me atormentam todos os dias desde de que comecei a observar a "humanidade".
Mas sim, eu sabia, é o preço da minha profissão. Papai e mamãe me disseram para pensar melhor. Jornalista não tem vez neste país rico por natureza mas pobre de compreensão.
aqui fica meu pequeno desabafo!

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Traíra

Ai, sou uma traíra. Uma traíra confessa, confesso!
Descobri que não tenho palavras e que traio a pessoa mais importante da minha vida: Eu!
Gente, sei que mulher mudar de humor constantemente, mas eu mudo de ideia muito mais rápido. Lembra do post "Nunca Mais"? Entao, o fator "Nunca" piorou mais ainda pra mim. Acho que preciso de tratamento! Eu nao consigo cumprir uma promessa que faço a mim mesma, entao comecei fazer aos meus amigos porque assim diminui muito o risco de traiçao. Foi como eu disse anteriomente: mulheres agoras pensam com a cabeça de baixo.

Mudança antropológica comportamental

Mas o que está acontecendo com o mundo? Será que ninguém tá pencebendo não???
Homens e mulheres estão trocando de papéis!! Não, eu não falo pelo simples fato dos homens ficarem em casa enquanto as mulheres trabalham não. Isso na verdade é o de menos pra mim. O que eu digo é a mudança na fomra de agir mesmo. Deixo eu tentar explicar: Todo mundo já deve ter ouvido ou conhece alguma menina que, de uns tempos pra cá, passou a agir como homem. Não to falando de se tornar homossexual pois não tem anda a ver com isso ¬¬ Digo que elas agora pensam como homens. Não querem mais saber de namoro sério, tem alguém só para o sexo casual e acha isso normal. Não se apaixonam e só querem alguém fixo quando acham que tá na hora de se enforcar ou casar (dá no mesmo).Fora que gostam de futebol, de tomar uma cervejinha com as amigas, de ficar com vários garotos ao mesmo tempo e dentre eles escolher aquele que terá uma certa, digamos, prioridade...sexo sem amor, só para matar um desejo da hora e nem sequer pensam em filhos, só querem curtir o momento! A independência feminina se tornou tão forte nos últimos tempos que, acredito eu, faz com que elas pensem assim.
Mas e em relação aos homens? Pois é, isso é o que mais me preocupa e surpreende!
Os homens estão carentes de atenção. Lembram das crises existencias que dá todo mês ná TPM??? Então, só que, claro, os homens não tem TPM!
Já conheci vários homens, inclusive amigos, que querem ficar sozinhos no quarto, não querem falar com ninguém, que choram em filmes românticos e tristes, que querem alguém pra toda vida, que sonham em se casar e ter filhos, que não liga de ficar cuidando das crianças, que gostam de mandar flores e namorar no sofá de casa!
Pára!!!!!!
Será que só eu percebo isso? Tudo bem, eu confesso, antes eu não era, mas agora faço parte, no momento, da turma das meninas independentes emocionalmente, mas isso é o meu modo de pensar. Acredito que a gente pode evitar gostar de alguém se percebemos que aquilo vai tirar nosso foco, sei que pra namorar precisa muito mais do que simplesmente gostar e querer estar junto, sei que você pode separar o que você quer agora e o que você quer no futuro, que o amor/gostar tem que vir numa hora, num momento qualquer e,q ue se nao der certo, como diz lulu Santos, "se amanhã não for nada disso caberá só a mim esquecer" ...essas coisas, mas essa é MINHA opinião, que deveria ser quase exclusiva. Porém, cada vez mais eu vejo que tenho seguidores, discípulos da minha infidelidade ideológica.
Alguém precisa conversar com as crianças...

Mulher: bicho estranho


Sei lá! Entao, como disse anteriomente, a indiferença tá tomando conta do meu ser hauhuhauhauhauh

Mas sem zoação: como as mulheres são chatas!

Não sei o que acontece com os homens e agora entendo meus amigos gays: mulheres sao insuportáveis. Desculpe a todas que lêem esse post, inclusive amiga e familiares, mas tenho que desabafar. Gente, nós criamos confusões por qualquer coisa, falamos o tempo todo, choramos obrigatoriamente três vezes por mês, mudamos de humor como quem muda de roupa, fazemos uma tempestade no copo d'água por qualquer coisa...Um homem tem que sermuito homem mesmo para aguentar uma mulher!

Estava eu fazendo meu exercício de observação antropológico que faço cotidianamente.

Situação 1: uns dias atrás na república, fulana pegou um todinho (achocolatado pronto) de sicrana porque estava com fome e atrasada para a aula. Voces já ouviram falar em barraco semi-desnecessário? entao, foi o que aconteceu. Chegando eu em casa estava lá, eszcrito na parede, toa a indignação de sicrana por alguem ter pego o todinho dela e reposto com outra marca, e o pior, a marca era melhor! Ameaçou deixar a república e foi aquele bafafá!

Situação 2: Nunca mais quero saber daquele cachorro! Frase dita diariamente por uma "conhecida". Depois de indas e vindas e brigando por motivos sérios e fúteis, eis que fulana diz que, agora, só que restou foi uma amizade. Acreditei? Never! Já disse isso mais de 20 vezes! Mas até aí tudo bem. Depois de dar mil foras no "cachorro", eis que o cachorro acha uma cadela da mesma raça que ele. Pra que? fulana, que até 5 minutos atrás estava dando "Não" como quem fala "Oi" agora amaldiçoava cahorro, cadela, piriquito, papagaio por ele ter escolhido a piorzinha da festa. Dá pra entender?

Situação 3: Gostar é para fracos! Isso foi dito por uma fulana que repudiava e evitava toda e qualquer forma de compromisso e há uns dias atrás veio me contar que pensa em morar junto porque acha que realemnte está gostando de sicrano. Aiai.

Situação 4: ele tá com ela, mas gosta de mim. Uma fulana me disse isso: que o amado se interessava por ela, mas namorava a outra porque era mais oferecida. Mas gente... por qeu ele namora uma se gosta de outra que dá moral pra ele? Difícil de entender né?

Situação 5: Meu mundo caiu. Foi assim que foi repercurtido por uma fulana com o fim do namoro no domingo. Chorou muito até qujinta-feira e na sexta já tinha marcado de sair com um "peguete". Perguntei eu, na minha ingênua inocência: "Mas você não estava triste pelo fim do namoro? Não seria melhor esperar ao menos até a semana que vem?" Eis que veio a resposta: Chorei muito até quinta feira, hoje já é sábado, a vida continua ué!

E por aí vai...

Poderia contar mais uns 50 casos diferente, já que o meu dom da escuta é bem apurado, mas só quero mostrar exemplos do que as amigas e homens são obrigados a entender diariamente. Acho que o fato de eu ter muitos amigos homens tem feito com que eu pense um pouco como eles e acabe concordando com eles em vários pontos. E como diz a música "Mulher é bicho estranho..."

Metamorfoses...


Então, depois de muito tempo sem escrever, por falta de tempo, computador e pensamento, venho aqui desabafar um pouco sobre meu novo modo de vida: o de republicana. Já devo ter comentado que agora pago minhas contas, vivo sozinha e bla bla bla mas acho que nao expliquei ao certo como é essa nova vida maluca em que me meti.

Vida de dona de casa é quase a que eu tenho, embora só vá lá para dormir na maioria das vezes. o engraçado de tudo é que eu vivia falandoq eu quando morasse sozinha, miha vida seria uma festa, com rocks nos fins de semana e só ia aparecer só para tomar banho e dormir. Na verdade eu só apareço para isso, mas meus rocks estão acada vez mais escassos. A Ufes, o meu estágio, cursos e projetos que planejo e faço tomam a maior parte do meu tempo e eu tenho notado uma grande mudança na minha personalidade. Sempre falavam, na Aiesec, que morar em outro país é uma oportunidade única, que você aprende a conviver com as diferenças, amadurece e ve que a vida não tão limitada como você pensa. Acontece que eu não precisei nem cruzar a fronteira com o Paraguai (by Ofhélia) para ter essa mudança. As vezes penso que amadureci uns 10 anos. É incrivel como vejo a vida de outra forma. Aprendi tanta coisa morando com as meninas, principalmente a ser mais paciente com as adolescente, já que convivo com duas (Marcelinha e Bia), a ser mais responsável, já que agora eu lavo, passo, arrumo, costuro, cozinho, pago conta, trabalho, estudo..e ainda tenho que ter tempo para minha família,meus amigos...meu social..rs enfim. Descobri que tem pessoas com os mesmos problemas e dificuldades que eu tenho, como a Clara, que digo que ela é meu "eu" loiro. É incrível como alguém pode ser tão parecido com voce, principalmente no agir. Tem também a Doris, uma hondurenha que é a mãezona da casa e que a cada dia mostra um pouco pra mim como nós brasileiros somos e não percebemos. Sempre pensei que éramso receptivos, mas como ela mesma diz, o nosso preconceito em relação às outras culturas ainda é muito grande, mas o pior é que nós nãoa ceitamos que somos preconceituosos.

Mas, embora acredito ter amadurecido muito nesses últimos meses, vejo que estou meio indiferente a muitas coisas, mas não sei o por quê... já não me importo mais com a opinião de ninguém, o que é um progresso de certa forma, mas me traz muita insensibilidade em relação a algumas coisas e problemas dos quais nao deveria ser indifernete...enfim, metamorfoses da vida...rs