segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Da TAM, eu não espero mais nada


Depois de um tempinho sem postar, aproveitei a minha TPM para demonstrar toda a minha frustração em relação a falta de informação, educação e também a ignorância de alguns setores brasileiro. Que a educação pública no país é um lixo, isso estamos carecas de saber, mas uma das maiores empresas de aviação do Brasil cometer um erro destes é, no mínimo, inaceitável. Tá certo que depois do descobrimento do Sedna e do rebaixamento do Plutão, ninguém sabe ao certo quantos planetas existem no universo, mas desconhecer de forma tão absurda as capitais brasileiras, pra isso não tem desculpas. Desconhecer não é problema, mas permanecer no erro e divulgá-lo e mais do que burrice. (Gente, digitem no Google!) A notícia abaixo esclarece a minha indignação.


"A capital do Espírito Santo é Vitória da Conquista e as panelas de barro são produzidas apenas na quaresma para encorpar feijão. Esta afirmação, considerada absurda pelos capixabas e por qualquer pessoa que se dê o trabalho de uma rápida pesquisa na internet, foi incrivelmente publicada na revista distribuída para os passageiros da empresa aérea TAM, no mês de janeiro.
Este "descuido" da publicação gerou a indignação da Espírito Santo Convention & Visitors Bureau (ESC&VB), que com o apoio da Secretaria de Estado de Turismo (setur), encaminhou um pedido de retratação à empresa. A TAM, de acordo com a Setur, se prontificou a escrever uma nova matéria sobre Vitória. "Acho um absurdo, um equívoco desagradável, mas nós temos como contornar e este é o nosso papel", afirmou o secretário de Turismo, Marcus Vicente.
Segundo a ESC&VB, em nota oficial divulgada à imprensa, os "absurdos" apontam a falta de conhecimento que, de modo geral, os jornalistas e a população brasileira possuem do destino capixaba. A entidade também afirmou que o fato deve servir para sensibilizar os Governos Estadual e Municipais para que atuem mais incisivamente em campanhas de promoção, aproveitando a vocação natural do Espírito Santo ao turismo.
A matéria, que teve o título "Arte que une água, terra, fogo e ar" e falava sobre a arte da panela de barro, chamava a capital do Estado de Vitória da Conquista e cometia outros erros como indicar que a panelas serviam para "deixar o caldo de feijão encorpado e a farofa soltinha", além de omitir o uso das panelas para a realização da tradicional moqueca capixaba."

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

6 coisas, 6 links, porque o mundo quer saber mais sobre você!


Agradeço ao Marcel, do blog An Echo im my Mouth, por essa indicação. Grazie ragazzo!
Além de 6 coisas e 6 links, o prêmio também possui 6 regras (aiai).São estas:
1 Linkar a pessoa que te indicou;
2 Escrever as regras do meme em seu blog;
3 Contar 6 coisas aleatórias sobre você;
4 Indicar mais 6 pessoas e colocar os links no final do post;
5 Deixar a pessoa saber que você a indicou, deixando um comentário para ela;
6 Deixar os indicados saberem quando você publicar seu post.


Agora, às minhas "coisas":
1- Fugi de casa ano passado e vivo, praticamente, com o que eu ganho do estágio.
2- Antes de entrar na Ufes pra fazer Jornalismo quis fazer arqueologia, só não fiz porque não tem.
3- Sou eclética, apaixonada por antropologia e por todo tipo de cultura.
4- Acreditava no Jornalismo utópico antes das contas começarem a chegar a minha porta.
5- Tenho uma profunda queda, praticamente um tombo, por homens inteligentes e exóticos.
6- Sempre faço chantagem emocional/psicológica com os meus amigos (e outros mais) para conseguir o que quero.

Não foi fácil escolher meus indicados, já que muitos não curtem memes. Aqui estão eles (que podem aceitar ou não):

Rodrigo Os Bunitão
É só prestar atenção
Ela é Amazônida
Garota do Casaco Verde
Bala Salgada
C'est la vie:por que a vida é assim?

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Manual masculino de auto-ajuda


Resolvi esclarecer algumas dúvidas que surgem da parte masculina em relação a nós, seres perfeitos ou simplesmente, mulheres. Meus amigos sempre reclamam que não conseguem nos entender. Concordei com eles em parte, homem é muito simplista e pra eles tudo se resume no sim e no não. Mas com a gente, é sempre no talvez. Todas as mulheres são iguais? Sim, de vez em quando. Diferentemente dos homens que, embora eu os considere contemporâneos demais, são muito simplistas e mais “racionais” em alguns pontos. Me desculpem mulheres, mas isso é para o nosso próprio bem.

Mulheres têm constante mudanças de humor, provocados por hormônios ou pelo simples de fato de serem mulheres. Ou seja, estamos no nosso direito de amar e odiar ao mesmo tempo tudo a nossa volta. Nesses casos, que não se aplicam a todas, eu aconselho a oferecer algo que a garota goste porque, possivelmente, pode ser uma perigosa crise de TPM. Comigo funciona sempre uma barra de chocolate branco. É tiro e queda! Com outras algum presentinho sempre é bem vindo, mas isso varia de mulher pra mulher.

Muito cuidado ao falar qualquer coisa com a gente. Nós sempre temos a mania de traduzir tudo. Não somos simplistas e sempre tentamos misturar razões com emoções. Por exemplo: se a gente chama um homem (namorado, peguete, enfim) pra sair a noite e ele diz que trabalhou o dia todo e está muito cansado pra fazer qualquer coisa, nós sempre tentamos imaginar o que está por trás daquelas palavras. Não importa se ele diz e demonstra que nos ama e se interessa por nós. Sempre entenderemos o seguinte: ele está muito cansado pra sair comigo porque tem outra, ou porque está se cansando de mim ou se fosse algum amigo dele o convidando para zuar ele jamais teria dito “não”. Ou seja, não se importa conosco!

Uma vez me perguntaram: Como eu falo a verdade para uma garota? Daí eu disse: com todo o cuidado possível. Daí ele falou: e se eu quiser falar que ela está gorda? Eu disse: Não diga! Isso é lá coisa pra se dizer?

Sim,temos a necessidade de nos sentirmos amada e com o alter ego sempre “lá em cima”.Por exemplo, se usamos uma roupa que não agrade a vocês, homens, há várias maneiras de você nos dizer isso. Ao invés de falar “que roupa é essa? parece carnaval” ou “com esse sinto você não sai comigo” é bem mais simpático e aconselhável nos dizer “Olha, você fica maravilhosa com essa minissaia verde com bolinhas marrons, mas você fica perfeita com aquela saia jeans abaixo dos joelhos!” Viu? Doeu dizer isso? Nós trocamos de roupa (se acharmos conveniente) e vocês ficam satisfeitos. Sai todo mundo feliz contente dessa história!

Datas
Gostamos de datas, adoramos todas elas: primeiro beijo, primeiro abraço, primeira relação sexual, inicio de namoro, aniversario nosso, de namoro, de casamento, dia dos namorados...Se não quer nos aborrecer, não esqueçam delas, comprem uma agenda ( e usem-a).

Banheiros: temos paixão por eles!

Eles não tem o mesmo significado que tem pra vocês. Ele é o nosso lugar, dotados de simbolismos. É lá que nos aprontamos e que falamos bem o mal de vocês ou de algum outro ser que nos interessa para o bem e para o mal. Por isso sempre vamos acompanhadas de outras mulheres. Não é para fazer nenhum ritual lésbico e sim para retocarmos a maquiagem ou para falarmos de vocês.

Mulheres precisam constantemente se sentirem seguras.

Esse fator, segurança, explica porque nós, em grande maioria, insistimos na ideia insana de nos casarmos. Não é só pelo fato de que intencionamos prender vocês para todo o sempre (sim, isso é uma verdade embora neguemos até a morte), mas é para nos sentirmos protegidas.
Uma coisa que abomino é quando namoramos muito tempo ou nos casamos e tudo em nós muda, principalmente o corpo e a forma de nos vestirmos. Daí vem o desleixo que todos vocês, homens, reclamam. É simples entender: já temos o nosso homem “garantido” e não precisamos mais gastar rios de dinheiro e energia em salões, maquiagem, cremes, roupas etc. Mas só para esclarecer: acredito que devemos conquistar a pessoa ao nosso lado a cada dia, mas isso é assunto para outro post. É por isso que as “ex” sempre parecem mais bonitas, porque elas querem mostrar pra vocês o que vocês perderam.

Mulheres são competitivas.
Tudo está bem até que ela se sinta ameaçada de alguma forma. Exemplo: quando temos alguma festa para irmos, nós nos arrumamos de forma impecável. Daí os homens pensam “nossa, minha namorada quer mesmo me agradar” e aí vem um monte de pensamentos insanos e pervertidos na cabeça de vocês. Tolinhos! Nós nos arrumamos para as outras mulheres! Não, não é nenhum sinal diacrítico de lesbianismo não. É que simplesmente não admitimos que outra mulher esteja mais bonita do que a gente. Isso explica as horas que passamos para nos aprontarmos, principalmente quando há sinal de perigo por perto, isso se traduz a uma ex ou a uma piriguete na área.

Estamos sempre certas!
Se acontecer uma briga que, teoricamente, nós tenhamos sido as culpadas, isso não tem a mínima importância. Homens, não percam o tempo de vocês tentando nos mostrar que temos culpa no cartório. Isso nunca dá certo. Só há três coisas a dizer: primeira “me desculpe, eu fui um estúpido”, segunda “isso nunca mais vai acontecer” e terceira “ você está absolutamente certa!”.

Pode até parecer um desvaneio da minha parte escrever tudo isso, mas acreditem em mim: funciona. Pra que perder o tempo de vocês tentando nos entender se nem nós mesmas sabemos fazer isso? Há quem diga: mulher não se entende, se obedece. Eu acho um certo exagero, mas como não existe mágica para resolver problemas femininos, pequenos truques e dizeres podem se tornar infalíveis quando bem usados...